LAGO DOS CISNES

Uma fábula humana contada na linguagem do tempo presente

SINOPSE

O dia nasce do lado de lá do muro do Asilo. 

Lá dentro a loucura tomou o lugar do quotidiano, e os que ali habitam esquecem-se de quem foram. As vozes e os desejos são abafados pelas paredes gigantes deste exílio silencioso. No Asilo, as enfermeiras são as Rainhas, mestras, que comandam os movimentos dos pacientes; uma mulher limpa os desejos negros dos outros na sombra; e um homem prisioneiro de um corpo enfermo, e da sua loucura, transforma os seus desejos de Pássaro nos corpos dos pacientes.  

Como uma gaiola em que a ave não ousa bater as asas, o Asilo é uma jaula de gente.

Uma pena atravessa o corredor. Nesse dia chega um homem novo. Traz uma música que interrompe o silêncio. A música que traz transformará as paredes.

 Nesta versão contemporânea do clássico “O Lago dos Cisnes”, os personagens da história original  tornam-se intervenientes numa fábula humana contada na linguagem do tempo Presente que acontece num Asilo abandonado, lugar fértil em figuras bizarras. Entre a ficção e a realidade exploram-se os defeitos, virtudes e impulsos mais humanos, transversais a todos os tempos.

Ficha Artística

Coreografia: Daniel Cardoso
Dramaturgia: Ana Lázaro
Cenografia: Hugo F. Matos e Daniel Cardoso
Bailarinos QB: Elson Ferreira, Ester Gonçalves, Filipe Narciso, Inês Godinho, Kim Potthoff e Mathilde Gilhet.
Bailarinos: Diana Pinto, Daniel Drake, David Bernardino, Filipe Baracho, Luis Malaquias, Inês Pedruco e Margarida Costa.
Música: Pyotr Ilyich Tchaikovsky
Desenho de Luz: Daniel Cardoso
Figurinos: Liliana Mendonça
Vídeo: António Cabrita
Fotografia: Cristina Cardoso

Informações

Público: maiores de 6 anos
Duração: 1h50 (com intervalo)

Contacte-nos

Para questões relacionadas com espectáculos, patrocínios, estágios, intercâmbios, ou outros assuntos, por favor entre em contacto connosco.

Not readable? Change text.